Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

A Cultura no eixo da Revolução Democrática

Imagem
Por Tony Teófilo*Na Bahia o programa político para a Cultura combina o fortalecimento das ações do Estado com a atuação dos diversos atores e atrizes da complexidade cultural. Isso significa favorecer a democracia, a qualificação da cadeia produtiva, a devida dedicação para o nosso acervo simbólico e produtivo das artes, bem como, a inclusão social e a formação cidadã.O Governo do Estado vem se afirmando pela inversão das prioridades diminuindo as desigualdades sociais, incluindo para desenvolver. Essa opção estratégica conhecida no PT e na esquerda como Revolução Democrática deverá aprofundar seu caráter transformador na medida em que as mudanças vão além da inclusão econômica e social. Um novo mundo possível necessariamente terá novos valores hegemônicos na sociedade.Na Bahia, contamos agora com a oportunidade de reafirmar e aperfeiçoar estes princípios quando o governador Jaques Wagner solicita ao Partido dos Trabalhadores protagonizar a gestão das políticas públicas…

O cordel ainda vive

Imagem
(Literatura de cordel uma grande alegria em locais publicos)
Minelvino Francisco Silva nasceu na Fazenda Olhos D'Água, município de Mundo Novo, BA, em 1924, faleceu em 1999; Chegou em Itabuna ainda jovem onde residiu por muitos anos na primeira Travessa dos Trovadores. Bairro Santo Antonio.
Aqui se tornou um grande poeta popular, cordelista de um genial talento criativo. Ele, além do texto criava suas próprias ilustrações para os livretos com xilogravuras de sua autoria.Até a sua morte criou, imprimiu e publicou cerca de1000 livros ao longo da sua vida. Obras Entre elas estão: “João acaba mundo e a serpente encantada”, “O gigante quebra Osso”, “Maninha e a machadinha”, e “A Mulher de Sete Metros que apareceu em Itabuna”, dentre tantos outros títulos ainda sobre o cangaço e a história de Lampião.Minelvino era um poeta cordelista nato e simples levando muitas alegrias as praças públicas e, principalmente, as férias-livres onde recitava com mais vigor e entonação a leitura de seus livr…

A verdadeira história do bairro São Caetano

Imagem
O Fuminho
R. Santana

Nos idos de 1947, o bairro São Caetano era um aglomerado de poucas casas espalhadas, cercadas por roças de cacau, roças de mandioca, bananeiras, jaqueiras, canaviais, frutas em abundância, muita mata e uma fauna maravilhosa. Sua gente era de trabalhadores rurais, pequenos cacauicultores, pescadores, caçadores, oleiros, carpinteiros, marceneiros, lavadeiras, parteiras, benzedeiras, pedreiros, açougueiros e alguns minguados bodegueiros.

A vida no povoado corria sem novidade, monótona, lazer só para os machos, à noite, nas casas das caftinas Helvécia e Rosa, ou, algum bate-coxa de final de semana em cabaré fétido, quando dois sujeitos roubaram umas bolas de fumo de algum armazém da iniciante Itabuna, e, numa canoa (a ponte Lacerda estava em construção), atravessaram as água limpas e caudalosas do rio Cachoeira e vieram ao povoado passar as bolas de fumo ao atravessador.

Os elementos, ladrões chinfrins, foram presos, logo depois, com o atravessador, o bodegueiro Permínio,…

CLUBE DO POETA

Imagem
O Clube do Poeta Sul da Bahia, que tem Maria Alice como sócia lhe fez um especial recital de poesia, o que levou a jovem senhora democrata às lágrimas. Destaque para os poetas: Antonio Oliveira, Clovisnaldo Argolo, Sônia Amorim e Adeildo Marques presidente do Clube.

MUITOS AMIGOS PARABENIZAM MARIA ALICE

Imagem
O aniversário da poetisa e radialista Maria Alice, presidente do Partido Democrata em Itabuna, foi marcado no dia de ontem com muita emoção, principalmente no horário do programa “Boa Tarde Mulher” apresentado pela aniversariante, tendo ao seu lado Sônia Amorim e professora Cleonice (Tia Cléo!).A aniversariante recebeu os parabéns de centenas de amigos e fãs levando-lhe as lágrimas.Na realidade seus amigos e familiares lhe pregaram uma surpresa, quando a nossa querida Ely Marques e o consagrado Amistrong animaram, aquele momento de muita paz e alegria.Maria Alice também recebeu os parabéns de todo o Estado, através dos políticos, entre eles: os deputados federais e estaduais, respectivamente: ACM Neto, Roberto Brito, Felix Junior, Paulo Magalhães, Antonio Imbassay, Augusto Castro, Coronel Santana, Sandro Regis, o ex-governador Paulo Souto além de seus amigos de Itabuna, o prefeito Capitão Azevedo e o vice Antonio Vieira que foram pessoalmente lhe dar o abraço.