Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Baiano Juca Ferreira emplaca de novo no Ministério da Cultura

Imagem
Juca Ferreira foi ministro de Lula e é o 25º ministro anunciado pela presidenta (DilmaArquivo/Agência Brasil) A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje (30) o nome de mais um ministro para o segundo mandato. O sociólogo Juca Ferreira, atual secretário municipal de Cultura de São Paulo, vai assumir o Ministério da Cultura no lugar de Ana Cristina da Cunha Wanzeler. Ela é ministra interina desde novembro, quando Marta Suplicy entregou a carta de demissão a Dilma.

Por meio de nota oficial publicada pela Secretaria de Imprensa, a presidenta agradeceu a dedicação de Ana Cristina à frente da pasta. A posse dos ministros está marcada para quinta-feira (1º). Dos 39 cargos com status de ministro no atual governo, faltam ser anunciados 14 pela presidenta.

ROMILTON TELES SANTOS ASSUME COMO NOVO PRESIDENTE DO CLUBE DO POETA SUL DA BAHIA

Imagem
Conforme anuncio, na integra, aqui, publicado o Prof. Antônio Oliveira resolveu deixar o comando do Clube do Poeta Sul da Bahia. Um motivo maior não foi justificado. Deve ser assuntos particulares  do poeta. 

Com isso, quem assumiu  o comando da entidade, foi o poeta e advogado Romilton Teles dos Santos, com inúmeras ações prestadas ao setor cultural de Itabuna, mas esquecido pelas Acadimes, que recentemente foram criadas na cidade.

Sua posse aconteceu extraoficial em seu aniversário, no último dia 29 e deverá oficializá-la, dentro dos próximos dias. com um evento a ser programado com todos os sócios do Clube. Com certeza uma solenidade simples, como simples é o nosso querido Romilton Santos, que fez história no radio de Itabuna, interpretando o "Martelo" no programa, nos anos 60 "Martelo e Martelinho". Martelinho, tratava-se de Eurípides de Silva, hoje em um lugar chamado eternidade!  

A realidade é que, o Clube do Poeta Sul da Bahia, até agora, ainda não mostrou o s…

OS CORDEIROS SOFREM COM OS LOBOS, MAS TERMINAM SOBREVIVENDO! Jrs

Imagem
AMÉM!

FELIZ ANO NOVO A TODOS, QUE AMAM A DEUS E AO SEU PRÓXIMO! NÃO CHAME DEUS DE PAI SE VOCÊ NÃO CONSIDERA SEU SEMELHANTE SEU IRMÃO!

Clube do Poeta Sul da Bahiqa

UM POEMA DE "NATAL" DE ANTONIO NIUNES

Noite de Natal! Antonio Nunes de Souza*
Que fazer de especial Na noite de Natal, Que não seja ganhar e dar presentes? Isso é o que fazem normalmente Deixando todos contentes Por ser mais conveniente!
Mas, também tem os jantares maravilhosos Com perus, porcos, tender gostosos Vinhos, Whisky e cervejas geladas! Petiscos bem variados Muito bem preparados Coxinhas, pasteis, quibes e empadas!
E depois que enchem as panças Enveredam pelas danças Pensando somente em curtir! Varando pela madrugada Uma agitação disparada Parando somente para dormir!
Até a missa do Galo Já esqueceram de estalo Pelas suas conveniências! O nascimento de Jesus menino Nem se lembram do Santo Pequenino Apenas seus festejos nas consciências!

Lastimável que assim seja Tirando toda beleza De uma festa nada profana! Transformou-se num festival As vezes até carnaval E o povo erra e se engana!
Tenho saudade do meu passado Que tudo era diferente Era louvar nosso querido Jesus Que nos deixava contente!
*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras de Itab…

DOIS POEMAS DE JOSELITO DOS REIS

CARLOS SANTAL E M ITABUNA

Imagem

ENTREVISTA COM O POETA E ESCRITOR JORGE ARAUJO

DOIS POEMAS RECENTES DE JOSELITO DOS REIS

HERANÇA MÓRBIDA
Quando ouço O soar dos tambores Nos morros da minha cidade Solitária e triste... Querendo transmitir uma mensagem Chamando os orixás! Para nos ajudar...
Lembranças dos gemidos sufocados Das mortes doloridas ... Nos troncos dos pelourinhos Como testemunhas: a lua E os passarinhos...
Minha alma dolorida dói E pena de preconceito! Meu espirito chora... De ainda se vê hoje Réstias do rancor De um tempo que não apagou!
Chegada das famigeradas “cotas!” Como símbolo do terror Dos  antepassados  Onde está a nossa liberdade?... Que ainda não chegou!
Dos índios, pardos e negros. Entre os desiguais desta nação. Motivo do desrespeito de nossa Constituição.  "Somos todos iguais!"...
RIO CACHOEIRA

Nuvens escuras no horizonte Contrastando com o infinito Do céu azul... Entre a Primavera e o Verão Correntes de ventos a soprar De Sul a Norte, de Leste a Oeste Na minha cidade, de um morto Rio Chuvas no ar!
Pássaros a voar entre o verde amarelo Das poucas árvores que ainda restam Tentando combinar o impossível; Arranh…