Em protesto, artistas farão velório da cultura grapiúna

Inacreditável. Depois de autorizar a derrubada do antigo prédio do Colégio Divina Providência, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) autorizou a demolição da Sala Zélia Lessa, onde já se apresentaram grandes nomes do teatro baiano e que ultimamente abrigava o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente.

O prefeito e a secretária de Assistência Social, Marina Santos, mandaram derrubar o espaço cultural mantido pelo município, embora tivessem prometido ceder a sala para diversas apresentações culturais programadas para os meses de junho e julho. A demolição começou pelos camarins e auditório. O telhado também foi retirado. A prefeitura alega que usará o espaço para construir salas da Escola Profissionalizante.

Artistas farão protesto ao final da tarde desta quarta-feira (8) em frente à Sala Zélia Lessa. O protesto, velório simbólico da cultura itabunense, está programado para as 17h30min। Em instantes, atores e produtores estarão na Câmara Municipal para denunciar a demolição da sala।

Do Pimentanamuqueca

Nota deste blog:

Foi neste espaço que aconteceram os primeiros encontros de artistas que queriam criar a Associação dos Artistas de Itabuna e a fundação deste Clube do Poeta, através da iniciativa do jornalista Joselito dos Reis.

Entre muitos artistas compareceram as reuniões, porque as primeiras aconteceram no extinto Diário de Itabuna, os artistas: Carlos Betão, Jackson Costa, Alba Cristina, Walmir do Carmo, Azulão, Aldo Bastos Cláudio डा लूज़, एरिवाल्दो बतिस्ता, Sérgio रामोस, पाउलो कारडोजो, वल्दिरेने बोर्गेस,e muito outros, além de Raimundo Galvão, तेल्मो पदिल्हा e Ariston Caldas hoje em outra dimensão।

É uma pena que a cultura de Itabuna seja tão desrespeitada. Mas, é como diz Cazuza, “enquanto houver burguesia não haverá poesia” que é um segmento de nossa cultura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO

DOIS POEMAS DO NATAL DE JOSELITO DOS REIS

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL É TEMA DE NOVO LIVRO DA EDITUS