ARTIGO DO POETA E ARTICULISTA DE ANTONIO NUNES

Todo dia é dia!
Antonio Nunes de Souza*
Pode até parecer capricho ou teimosia, mas, para que me sinta realizado, tenho que escrever algo, sobre alguma coisa, mesmo até ratificando ideias ou relembrando fatos, porém, que o texto possa colaborar e ajudar nas correções dos nada “simpáticos” procedimentos em todas as vertentes, principalmente na política, educação, saúde e segurança!

Como a política administrativa afeta todas essas vertentes, vou dar minha modesta opinião, com relação a um serviço básico e essencial, que, por ser complicado e dependente de uma série de fatores, não está atendendo, como deveria a população do município, principalmente alguns bairros periféricos! Estou referindo-me a água, tendo como responsável a EMASA, comandada pelo competente presidente Ricardo Campos!

Não posso achar que é normal as pessoas se acomodarem com a situação, desculpando os administradores, passando privações calados sem dar vasão aos seus sofrimentos e, ao mesmo tempo, fazer críticas severas pelo que está ocorrendo. Entretanto, temos que ter, mesmo com o sofrimento atual, a benevolência e compreensão que, esses problemas atuais, são reflexos de administrações anteriores, falta de investimentos em equipamentos que já estão velhos, ultrapassados e obsoletos, barragens prometidas há dezenas de anos, condições climáticas exageradas (falta de chuvas), essa última, graças aos desmatamentos da mata atlântica, que, progressivamente, foi se ampliando de tal forma, chegou as margens dos exageros!

Infelizmente o IBAMA, com sua equipe ínfima de fiscais, ainda contando com alguns que facilitaram e facilitam tais desplantes, lamentavelmente, a tendência é uma devastação de mata, que culminará em catástrofes piores!

Temos que encontrar soluções, porém, que todos participem com ajudas, fiscalizações, comportamentos dentro das leis ambientais, sem que seja apenas voltar-se para o atual administrador, querendo culpa-lo por tudo que está ocorrendo, como se fosse por incompetência. Pois, em outras oportunidades, Ricardo Campos provou ser um administrador justo, correto e eficiente!
Parece uma praga, mas, “todo dia é dia” de chorar um pouco em função das nossas mágoas!


*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras – AGRAL – antoniodaagral26@hotmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO

DOIS POEMAS DO NATAL DE JOSELITO DOS REIS

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL É TEMA DE NOVO LIVRO DA EDITUS