BANDA MUNICIPAL SE TORNA UMA DAS MAIS COMPLETAS DA BAHIA

O maestro Vilobaldo Conceição, regente responsável pela Banda Municipal de Itabuna “Falcões”, está rindo à toa. Não por menos, ele comemora a chegada, na última quinta-feira (26) da segunda remessa dos novos instrumentos da banda que, agora, se transforma numa das mais completas da Bahia. A Banda Municipal de Itabuna “Falcões” é mantida pela Prefeitura de Itabuna, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Entre os novos instrumentos, a FICC recebeu trompetes, trombones, eufônios, souzafones, trompa de harmonia, além dos instrumentos de percussão (tanto de marcha, quanto sinfônicos), entre os quais destacam-se o bumbo, a caixa, pratos; e também bumbo sinfônico, o “prato chinês”, xilofone, metalofone, vibrafone, os sinos tubulares e o tímpano.

A FICC já havia recebido, há cerca de dois meses e meio, uma remessa de instrumentos de sopro. Desde o mês de junho, o presidente da FICC, Roberto José da Silva, vinha se esforçando para garantir a renovação em 100% dos instrumentos da banda. “A manutenção da banda é de fundamental importância. A oficina de musicalização é uma das mais procuradas da Casa das Artes e queremos garantir que os participantes tenham acesso aos instrumentos novos, conservados, bons”, disse o presidente.

Atualmente, a Banda Municipal de Itabuna “Falcões” conta com a participação de 120 integrantes. Para Vilobaldo, a banda diferencia-se, a partir de agora, das demais, principalmente pela aquisição de instrumentos como souzafones e os instrumentos de percussão sinfônica. “Tratam-se de instrumentos especias, que não custam muito barato e que é difícil a gente ver o poder público investindo nesse tipo de aquisição. Só que na FICC não houve o contingenciamento e tudo o que foi articulado em termos de novas aquisições foi executado. Estamos todos muito felizes”, disse o maestro.

Os integrantes da banda encontram-se pelo menos duas vezes por semana para fazer os ensaios, em oficinas de musicalização conduzidas pela Casa das Artes – Unidade Conceição, que funciona no Espaço Cultural Prof. Josué de Souza Brandão. Os trabalhos da banda estão temporariamente parados por conta das festividades de fim de ano, que se aproximam. Nesse período, a FICC estará num processo de reorganização de todos os seus cursos e oficinas, que serão restabelecidas em fevereiro de 2015. Os cursos (de musicalização, além de outros como Capoeira, Teatro, Artesanato, Línguas Estrangeiras, Dança de Salão, Bateria, Teclado, Violão, Artes Digitais, etc.) são oferecidos em quatro unidades e diversas extensões. As informações completas sobre cada curso podem ser obtidas pelo telefone (73) 3613 4915.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor João Cordeiro de Andrade homenageado pela FTC/Itabuna

Faeg vence edital para semear cultura pelo sul da Bahia

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO