Saudade...

UM POEMA RECENTE DO POETA JOSELITO DOS REIS


Ouvindo ao longe uma canção
Como se estivesse voando no ar
No infinito azul como um pássaro
Sem destino, de dor e emoção...!

Foi que encontrei a formula
Para expulsar as minhas dores...
Dos descaminhos dos amores
Pela crueldade do tempo manso

Mas, não adiantou, afoguei-me.
No oceano de minhas próprias lágrimas
Dentro dessa distancia sem fim
De uma solidão perdida no infinito.

 reislito@hotmail.com

20.07.15

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor João Cordeiro de Andrade homenageado pela FTC/Itabuna

Faeg vence edital para semear cultura pelo sul da Bahia

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO