"O Cantar da Perdiz..." Poema inédito de Joselito dos Reis

O Cantar da Perdiz...
                                                              Em um campo qualquer...
Levado pelo vento
Viajei quilômetros e mais quilômetros
Retornando no tempo...
Ao ouvir aquela nossa musica
Tão distante...
Em pensamento!
Lembre-me dos seus carinhos
Seus beijos
Seus afagos
Seus lindos olhos cheios de lágrimas
De amor 
Seus delírios... 

Perfume de flor!
Seu hálito de mel...

E chorei de saudade
Dentro desse quarta chamada solidão
Ingerindo uísque por fel...
Só amei uma vez
E tornei-me escravo
Dos meus sentimentos...
Nosso amor tão feliz...
Foi levado pelo tempo e pelo vento!
Desse desencontro...
Nunca mais amei...
Mas não sou infeliz...
- Pois ainda ouço o cantar da perdiz
Joselito dos Reis
04.07.17

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor João Cordeiro de Andrade homenageado pela FTC/Itabuna

Faeg vence edital para semear cultura pelo sul da Bahia

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO