“BALANÇO DE PROJETOS DA FICC É MUITO POSITIVO”, DIZ PRESIDENTE

Exibindo Roberto José agradeceu emocionado pela colaboração de todos os integrantes das equipes de trabalho da FICC.jpg
Exibindo Roberto José agradeceu emocionado pela colaboração de todos os integrantes das equipes de trabalho da FICC.jpg
O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Roberto José, realizou, na última segunda-feira (28) uma reunião com os principais articuladores de projetos e colaboradores atualmente vinculados à fundação.

A reunião, feita com um tom de despedida, teve como pauta um balanço geral dos projetos desenvolvidos pela FICC e como vem se desenhando, ao longo da semana, o processo de transição para a nova presidência, cujo nome ainda será confirmado pelo prefeito Claudevane Moreira Leite.


Roberto José está se desimcompatilizando do seu cargo de presidente e, segundo relatou, se afasta da fundação já nesta quinta-feira (31). Ao avaliar sua gestão, falou que sai com um sentimento de dever cumprido, deixando a FICC numa posição de destaque no desenvolvimento de políticas sociais e culturais. “Os projetos da casa (Viv-à-rte e Casa das Artes) colocam Itabuna numa condição de cidade a ser imitada; somos referência no desenvolvimento de políticas culturais que atingem Itabuna como um todo de maneira democrática e republicana”, disse o presidente, citando ainda iniciativas como o apoio à Banda Municipal Falcões, o apoio aos artistas (músicos, atores, artistas plásticos, poetas, escritores, artesãos). “Hoje a FICC tem o [projeto] Letras Que Voam, a Paixão de Cristo consolidada no calendário religioso de eventos no Sul da Bahia, a FELITA já desenhada para acontecer em maio, o Festival Multiarte com uma amplitude maior, tudo isso permitido e fomentado principalmente pelo aumento de repasses feitos pela prefeitura”, ratificou.

O presidente tratou ainda de tranquilizar os servidores que permanecerão na casa, indicando que, a priori, não há acenos de que ocorram ajustes de pessoal nas equipes.

Após falar, Roberto ficou muito emocionado com o que ouviu dos servidores, tendo recebido saudações positivas, mensagens de agradecimento e desejos de profícuo sucesso nos projetos que o retiram, neste momento, da condição de presidente da fundação. Roberto José foi bastante aplaudido e concluiu: “Se o trabalho foi bem feito, não foi exatamente por causa do presidente ou de quem quer que seja. Nenhum trabalho se faz de forma isolada. A FICC, hoje, tem a sorte de ter pessoas certas nos lugares certo e isso faz com que a fundação tenha um papel crescente e pujante em Itabuna. Quem está de parabéns são as equipes de trabalho, todas elas, e a cidade, que merece ter os projetos que estão em andamento”, concluiu.

Até que se anuncie o nome do novo gestor, o prefeito de Itabuna, Claudevane Moreira Leite estará respondendo interinamente pela presidência da fundação a partir de 1º de abril.

Assessoria de Comunicação (ASCOM).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO

DOIS POEMAS DO NATAL DE JOSELITO DOS REIS

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL É TEMA DE NOVO LIVRO DA EDITUS