Itabuna restaura painel histórico de Genário de Carvalho


A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) restaurou e entregou nesta sexta-feira (18) à comunidade o painel de Genaro de Carvalho. Dada a sua beleza, ele indiscutivelmente enfeita o Centro de Itabuna. Ocupa parte do prédio do antigo Banco Econômico, entre a avenida do Cinqüentenário e a praça Adami.

Com a obra, se cumpre mais um compromisso assumido pelo prefeito Capitão Azevedo o de preservar o patrimônio histórico e cultural do município.

A solenidade que marcou a entrega do painel contou com a presença de autoridades políticas e empresariais, jornalistas, artistas e a comunidade, que aplaudiu a iniciativa da Ficc. O vice-prefeito Antônio Vieira, representando o prefeito Capitão Azevedo, lembrou que a obra retrata não só a história do cacau, mas do seu povo lutador. “Uma clara demonstração de respeito e de valorização da nossa cultura e da comunidade”, avaliou.

Cultura e valores

O presidente da Ficc, Cyro de Mattos, ressaltou que esta é uma obra de grande importância cultural e histórica para o povo grapiúna, além de ser única em todo o interior da Bahia. “O painel foi feito em 1953, por um dos mais consagrados artistas baianos, o tapeceiro Genaro de Carvalho, reconhecido mundialmente pelos seus trabalhos”, lembrou Mattos.

O professor Ruy Póvoas, também presente à solenidade, afirmou que a obra revela a imaginária cultura do cacau e do seu povo. “Quem tiver tempo para analisar os signos, símbolos e ícones que compõem o painel terá oportunidade de entender como se desenvolveu a cultura grapiúna e os valores sócio-cultuais de nossa sociedade”, recomendou. Ainda segundo o professor, a história contada por meio da arte de Genaro de Carvalho, reproduz fielmente a luta diária do trabalhador rural, que produziu riqueza para muitos.

No encerramento, o assessor de Comunicação Social da Prefeitura, Ramiro Aquino, pediu à comunidade que se conscientize da importância do painel e ajude na sua preservação. “É uma obra histórica de grande magnitude, pertence a todos, por isso merece e precisa ser valorizada”, frisou.

O trabalho de restauração do painel começou em dezembro do ano passado e foi feito pelo artista plástico Richard Wagner, “como uma forma de valorização da prata da casa”, como mencionou Cyro de Mattos. Ele também ressaltou o apoio que a Ficc recebeu das secretarias municipais de Educação e de Indústria e Comércio para que o trabalho fosse concluído.

Texto: Rosi Barreto – Fotos: Pedro Augusto, 18.03.11

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor João Cordeiro de Andrade homenageado pela FTC/Itabuna

Faeg vence edital para semear cultura pelo sul da Bahia

RECUPERAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA EM LIVRO